Seguro Auto

Placas de carro: esclareça suas principais dúvidas!

placas de carro
0

Os variados modelos de placas de carro fazem parte do nosso dia a dia — e algumas pessoas até os colecionam. Mas, afinal, você sabe para o que servem, quais informações eles precisam conter e o motivo de terem inúmeras cores diferentes?

Muitos desconhecem e acabam descumprindo a legislação de trânsito. Para que isso não aconteça com você, preparamos este artigo com uma série de informações sobre os modelos de placas de carro existentes, a função de cada uma e as normas a serem seguidas. Continue a leitura e confira!

Para que servem as placas de carro e qual é o prazo de emplacamento?

As placas de carro servem para identificá-lo, assim como o RG ou o CPF de uma pessoa. Todo veículo que circule em vias públicas deve estar devidamente emplacado, mesmo que seja zero quilômetros. Muitos desconhecem essa informação e acabam trafegando irregularmente.

O prazo de emplacamento varia entre os estados, mas costuma ser de 30 dias após a emissão da nota fiscal. No caso de modelos zero quilômetros, é preciso fazer o registro em uma unidade de trânsito da cidade e, após receber as placas, levar o automóvel para que sejam instaladas.

Carro sem placa pode ter seguro?

Quais são as normas vigentes?

As placas de carro brasileiras trazem informações sobre o estado e a cidade em que o automóvel foi registrado, além de sua identificação (composta por 3 letras e 4 algarismos). Elas devem ser instaladas na dianteira e na traseira do veículo, sendo que os dados precisam estar bem visíveis (ou você pode ser multado).

Sempre que for fazer uma revisão no carro, verifique se as placas estão em boas condições. Em alguns estados, para licenciá-lo ou vendê-lo, é preciso que ele passe por uma inspeção veicular: caso os dados não estejam bem visíveis, ele não será aprovado.

O material refletivo da placa de carro também deve ser homologado pelo Denatran. Muitos motoristas tentam “enganar” os radares, instalando películas fora do padrão, mas podem ser multados por isso. Outro detalhe importante é o lacre que prende a identificação no veículo: se ele for violado, além da multa, o carro será apreendido. Por isso, tome cuidado!

Quais modelos de placas de carro existem no país?

Como você viu até agora, as placas de carro trazem uma série de informações que ajudam a identificá-lo. Além das letras e dos números, elas vêm em cores diferentes e cada uma é destinada a uma função específica que o automóvel tem. As mais comuns são as cinzas e vermelhas, mas existem várias outras. Vamos conhecê-las?

Placas de carro com cores

Cinza com letras pretas

A placa cinza com letras pretas é a mais vista nas ruas, principalmente em veículos particulares. O que muitos desconhecem é que caminhões, ônibus e micro-ônibus também podem tê-la, desde que não sejam usados para fins lucrativos (ou seja: transporte de cargas ou pessoas, com a cobrança pelos serviços).

Placa vermelha com letras brancas

Esse modelo é destinado aos veículos que fazem o transporte de cargas ou pessoas. A diferença em relação à cinza é que, neste caso, existe uma cobrança para realizar os serviços.

Tais placas são vistas em caminhões, picapes, ônibus e táxis. Para obtê-las, existem algumas exigências e os custos podem ser altos.

Preta com letras cinza

Trata-se de uma placa usada em veículos clássicos com mais de 30 anos e que estejam em bom estado de conservação. Para que seja obtida, o automóvel precisa estar no mínimo 80% original. Além de elevar o valor do carro, ela dispensa o uso de itens obrigatórios, como cintos de segurança e encostos para a cabeça.

Branca com letras vermelhas

Esse modelo é próprio para veículos de aprendizagem e pode ser instalado em qualquer tipo de automóvel, desde que seja utilizado para formar novos condutores. Tais placas são encontradas em carros, motos, ônibus, caminhões e carretas de autoescolas. Ao se deparar com elas, seja paciente e lembre-se de que o condutor é inexperiente.

Placa verde com letras brancas

Você já deve ter visto veículos todo cobertos por uma espécie de camuflagem e usando placas verdes. Elas são adotadas pelas montadoras para testar seus automóveis.

É comum vê-las em carros movidos a hidrogêniohíbridos ou elétricos — além das novas versões dos modelos convencionais. Existe também uma versão azul escuro com letras brancas que tem o mesmo propósito.

Placa Preta com letras douradas

A placa preta com letras douradas é usada em veículos oficiais do governo, que transportam membros dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Além da cor, seu formato se difere das demais: ela é mais curta e alta. Os automóveis das forças armadas também utilizam esse modelo.

Placa branca com letras pretas

Assim como a placa preta com letras douradas, essa opção é adotada por veículos oficiais do governo. Contudo, ela é vista em ambulâncias e carros da Polícia ou do Corpo de Bombeiros. Esse modelo também está presentes nos automóveis das Guardas Municipais e naqueles que transportam funcionários públicos.

Placa de carro azul com letras brancas

A placa de carro azul é normalmente encontrada em veículos de órgãos internacionais, que costumam transportar integrantes de consulados e embaixadas. Algumas versões mais antigas trazem apenas duas letras e 4 números de identificação, porém os modelos mais atuais seguem o padrão das demais.

Placa verde e amarela

Trata-se de uma das placas de carro mais difíceis de serem encontradas. Ela é bem diferente dos outros modelos e usada exclusivamente pelo presidente da República e por membros do alto escalão da Câmara e do Senado, além de ministros. Sua estrutura traz o brasão do país e a inscrição do cargo que a pessoa transportada ocupa.

O que muda com as placas padrão Mercosul?

Em 2014, foi anunciado que todos os veículos dos países pertencentes ao Mercado Comum do Sul (Mercosul) utilizariam uma placa de carro padrão. No Brasil, ela deveria entrar em vigor em 2017, mas a implantação do novo modelo foi adiada. Segundo os órgãos responsáveis, os veículos novos já usarão essa versão a partir de 1° de dezembro de 2018.

Os automóveis que trafegam com as placas atuais estão desobrigados a fazer a mudança. As cores que identificam as categorias ficarão restritas às letras e aos números — que também sofrerão alterações —, sendo que o fundo será igual para todos. Além disso, serão inseridas novas informações, como o brasão e o nome do país de registro do veículo.

Como você percebeu, as placas de carro servem para identificá-lo e indicar a finalidade de seu uso. Mantê-las em boas condições é essencial se você não quiser ser multado ou ver seu veículo sendo apreendido.

Gostou deste artigo e quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo dos automóveis? Então, não deixe de seguir nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Twitter.

Talvez você também goste
Raio X dos 10 carros mais vendidos no Brasil
Diferenças entre: enceramento, polimento e cristalização