Você já sabe como fará o pagamento do IPVA e IPTU de 2016? Janeiro já chega cheio das famosas e pesadas contas como os impostos sobre carros e imóveis além das despesas das festas de final de ano, férias e de materiais escolares para quem tem filhos. Sem um planejamento você pode levar todo o ano arrastando um orçamento desequilibrado e negativo. Para avaliar e escolher a melhor forma de fazer o pagamento do IPTU e IPVA levantamos algumas dicas de especialistas:

Pague à vista

Essa é sempre a primeira e melhor opção. Tanto o pagamento do IPTU como do IPVA tem descontos para quem paga de uma só vez, por isso se você conseguiu juntar algum dinheiro ou  mesmo uma parte do 13º salário que sobrou, vale a pena destinar esse valor para o pagamento de ambos.

Vale a pena tirar dinheiro de aplicações?

Se o dinheiro para o pagamento do IPTU e IPVA está investido em aplicações é preciso fazer os cálculos do desconto oferecido pelo seu estado e o valor do rendimento das suas aplicações. A poupança e o CDB, que são os tipos de aplicações mais comuns, estão rendendo 0,6% e 0,7% ao mês, respectivamente. Com esses valores, considerando que o valor do desconto de São Paulo para o pagamento do IPVA em 2015 foi de 3%, por exemplo, vale a pena tirar o montante das aplicações e quitar o imposto à vista.

Parcele se não tiver dinheiro

O ano que está encerrando foi difícil para a maioria dos brasileiros, por isso não se sinta culpado se você não conseguiu juntar uma reserva de dinheiro para o pagamento do IPTU e IPVA. Se você não tiver como pagá-los à vista o parcelamento oferecido por ambos é a melhor opção. Não pagar é certeza de arcar com juros muito mais caros no futuro.

Não use o cheque especial

Os juros cobrados pelo cheque especial e pelo cartão de crédito são os mais altos do mercado, exatamente pela sua facilidade. Por isso, não vale a pena usar o cheque especial para fazer o pagamento do IPTU e IPVA, pois os descontos oferecidos não compensam os valores altos que os bancos cobrarão pelo empréstimo do dinheiro.

Vale a pena usar o financiamento oferecido pelos bancos?

Os bancos sabem das dificuldades de muitos brasileiros no pagamento do IPTU e IPVA além de todas as outras despesas que pesam o mês de janeiro. Por isso é muito comum que a maioria deles ofereça uma linha de crédito especialmente para o pagamento dessas contas. Dessa forma você paga todos os impostos em dia com os descontos e fica devendo para o banco.

Antes de optar por esta modalidade de pagamento é preciso comparar as taxas de juros cobradas pelos bancos com os descontos oferecidos para o pagamento à vista. Essa linha de crédito pode ser uma opção para quem já está com as contas no vermelho. Optar por um crédito consignado será muito mais barato do que optar pelo cheque especial.

Coloque a vida em dia

Aproveite a chegada do ano novo para colocar o orçamento em dia. Você já sabe que além do pagamento do IPTU e IPVA muitas outras contas chegarão ao longo dos meses e a melhor forma de estar preparado para elas é se planejando. Coloque as contas na ponta do lápis ou em um aplicativo financeiro, mas não deixe que o dinheiro roube a sua tranquilidade.