Seguro barato: saiba mais sobre a cobertura básica

>>>Seguro barato: saiba mais sobre a cobertura básica
Seguro Auto

Por |2018-09-18T12:47:17+00:0011 / abr / 2018|
Seguro barato: saiba mais sobre a cobertura básica7 min read
Avalie esse post

Ter um automóvel custa caro, além da gente ter que pagar pelo valor do veículo ainda temos que arcar com altos custos de manutenções, combustíveis, IPVA, entre outros gastos mais. Por isso, é sempre bom encontrar alternativas viáveis para economizar. Neste post, a gente explica sobre o seguro barato para carros (sim ele existe e não é pegadinha!). Saiba o que é o seguro auto básico, como funciona, suas coberturas e pra quem ele é indicado.

Nós brasileiros estamos acostumados a viver com a corda no pescoço  quando o assunto é dinheiro e não é de hoje! Por esse motivo encontrar um seguro barato é muito bem-vindo desde que você escolha uma seguradora idônea e que apresente coberturas interessantes para o seu estilo de vida.

Para que você entenda melhor sobre  como funciona o seguro auto básico, versão mais barata do seguro elaboramos este post com suas coberturas, vantagens e principais diferenças entre a versão completa, mais cara. Continue lendo!

Descubra o que é o seguro barato/cobertura básica

O mercado de seguros é como o de carros: tem planos para todos os bolsos. Como grande parte dos cidadãos está com mais contas do que rendimentos, a cobertura básica do seguro do seu automóvel é uma opção a a considerar.

Trata-se de uma modalidade de seguro que contempla o ressarcimento nas duas situações mais problemáticas em cidades grandes: roubo e furto. Em razão de oferecer uma quantidade menor de coberturas, o seguro pode ficar até 50% mais em conta se comparado a uma cobertura completa, por exemplo.

O seguro barato em alguns casos também engloba assistência 24 horas e até guincho com quilometragem limitada. Por isso, você precisa analisar bem os seus deslocamentos antes de assinar um contrato.

Há opções de seguro barato que também permitem que você adiciona outras coberturas sem encarecer muito como é o caso da cobertura para colisão no caso de perda total.

Veja para quem o seguro barato é mais indicado

Como o seguro barato não cobre reparos em razão de colisões, o modelo é indicado para motoristas mais experientes, tendo em vista que pessoas com poucos anos de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) têm mais chances de se envolverem em acidentes, principalmente em situações corriqueiras, como na hora de estacionar na rua.

Portanto, a nossa dica é que a cobertura básica seja direcionada para quem já tem prática comprovada na condução de um veículo, sendo uma garantia apenas para as situações que fogem do nosso controle, como no caso dos furtos e roubos.

Caso você utilize o veículo apenas para o trajeto de casa para o trabalho, com passeios próximos da sua cidade nos fins de semana, o seguro barato pode ser uma boa alternativa.

Quem não quer perder tempo com burocracía também pode se interessar por esta modalidade de seguro que não conta com a análise do perfil dos motoristas, ou seja, o processo é mais ágil e dinâmico.

Outro vantagem do de seguro barato é que ele funciona bem para carros usados ou mais antigos, por ter um preço mais em conta. O seguro básico também contempla todos os motoristas que conduzirem o automóvel. Trata-se de um meio termo para quem não pode pagar pelo seguro completo.

Afinal, o Brasil conta com uma estatística nada animadora: o país contabiliza um roubo ou furto de veículo por minuto, segundo o jornal Folha de São Paulo.

Conheça a importância do seguro de carro

Como a cada 60 segundos alguém chega em uma rua e não vê mais o veículo estacionado, é preciso se proteger contra a criminalidade.

Sabendo-se que a Segurança Pública é cada vez mais deficitária, com poucos policiais para garantir a integridade dos cidadãos, principalmente nos grandes centros urbanos, o seguro de automóveis é uma decisão totalmente necessária.

Imagine você pagar R$25 mil em um carro e, com apenas dois anos de uso, ser surpreendido com a notícia de um furto, sabendo-se que houve a escolha de não pagar um seguro.

A decepção seria enorme, não é mesmo? Pior ainda se você tivesse que continuar pagando as parcelas sem ter o bem material para auxiliar a sua vida. A frustração pessoal e a raiva certamente o rondariam por vários meses, quiçá anos.

Portanto, caso você se encaixe na situação de necessidade apenas do guincho limitado, assistência e proteção contra furtos e roubos, não hesite em assinar um contrato de seguro barato.

Afinal, trata-se de um investimento que vale muito a pena, principalmente quando as situações adversas se apresentam.

Saiba que o modelo do carro influencia no valor do seguro

Outra orientação é realizar uma boa pesquisa das seguradoras existentes no mercado. No site da ComparaOnline você pode pesquisar e comparar diversar opções de seguros, inclusive buscar uma versão que melhor lhe convém. Isso porque você encontrará valores diferentes seguros e ofertas de  principais seguradoras do mercado.

É uma boa forma de encontrar o seguro que você busca por um valor mais econômico seguro.

Vale informar ainda que os modelos dos carros influenciam no valor final do contrato, inclusive no caso da cobertura básica.

Podemos citar o Ford Ka, Onix, Palio e Prisma como exemplos de automóveis que têm valores menores das proteções. Isso acontece por conta das estatísticas em torno dos roubos ou furtos.

Geralmente, os bandidos recebem pedidos de modelos mais procurados pelos receptadores, que acabam sendo os mais visados nas ruas, como Gol e Fiesta.

Dessa maneira, um homem casado, de 38 anos, com um Onix 2017 financiado, flex 1.4, que roda de 15 Km a 50 Km por dia, deixando o carro em estacionamento privado durante o dia e no do prédio à noite, pagaria cerca de R$ 1.300 por ano pelo seguro, ficando bem mais barato em comparação a uma cobertura completa, que certamente ultrapassaria os R$ 2.500.

Observe com critério o contrato

Apesar de geralmente os contratos contarem com letras pequenas e várias folhas, vale a pena você ler todos os detalhes das cláusulas.

Isso porque a conscientização pode evitar muitas dores de cabeça no futuro, ou seja, é melhor dedicar alguns minutos e sanar todas as dúvidas do que chegar em casa e perceber que não fez um bom negócio.

Por isso, mais uma vez, alertamos para que você sempre analise com muito cuidado o seu estilo de vida ou de quem for dirigir o carro.

Afinal, imagine pagar por uma cobertura básica e, logo no primeiro problema, ter que arcar com todo o conserto do automóvel. Certamente, o seu orçamento mensal seria afetado consideravelmente.

Outra dica fundamental é negociar com assertividade no momento de fechar o contrato com a seguradora, pois pagamentos à vista rendem bons descontos ou até mesmo mais vantagens na cobertura.

Com isso, ao fechar um seguro barato para o seu carro, faça tudo com muita cautela e planeje o seu investimento para sempre rodar tranquilo e protegido.

E você, quer encontrar a seguradora mais barata para fechar negócio? Então entre em contato conosco e veja os melhores orçamentos!

Inscreva-se em nossa newsletter

Talvez você também goste