Inflação a 3%: o que muda na sua vida financeira?

>>>Inflação a 3%: o que muda na sua vida financeira?
Cartão de Crédito, Financeiro

Por |2018-09-18T13:31:19+00:0017 / jan / 2018|
Inflação a 3%: o que muda na sua vida financeira?3 min read
Avalie esse post

O ano mal começou e o governo já abaixou a meta de inflação para 3%. Mas, na prática o que isso significa na sua vida financeira?

Quem viveu os tempos de pico da inflação no Brasil sabe o quão assustador pode ser o aumento descontrolado dos juros básicos. Este ano estamos vivendo justo o oposto: a bonança dos juros baixos. A gente explica abaixo como os juros baixos influenciam as suas finanças pessoais.

O dinheiro rende mais

salario

A alta da inflação, tem como consequência o aumento no preço dos produtos e serviços, fazendo com que seu dinheiro renda menos. Com a inflação baixa os preços param de subir e o seu salário passa a render mais. Bom, né?

O salário não vai aumentar

dinheiro

Mas, nem tudo são flores! Se a inflação está baixa o salário não sofre muita variação. Isso acontece porque o reajuste do salário mínimo segue um dos índices de inflação, o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que mede a variação no preço de produtos e serviços usados, no dia a dia, dos brasileiros que ganham até 5 salários mínimos.

Em 2017, o reajuste do salário mínimo foi de 1,88 % menor que o do INPC, que terminou o ano em 2,07%.

Os juros do cartão de crédito podem diminuir

cartão de crédito

A inflação baixa é justamente reflexo da diminuição dos juros básicos da economia. Este ano, a  Selic foi reduzida a 7%, menor valor atingido na sua história. A parte boa disso é que bancos como: Itaú, Banco do Brasil e Bradesco já anunciaram um corte nas suas taxas, em algumas linhas de crédito.

Infelizmente, a queda não vai ser muito grande nos juros do cartão de crédito. Ainda somos campeões na cobrança de juros rotativos do cartão de crédito, no mundo, mesmo com as novas regras implementados pelo governo, no ano passado.

A economista Juliana Inhasz explicou ao jornal El País que as altas taxas do cartão de crédito são reflexo de três fatores:

  1. O alto nível de inadimplência do país somado ao crescimento do desemprego.
  2. Falta de crédito disponível no mercado.
  3. O mercado de crédito brasileiro está concentrado em poucas instituições financeiras.

Pode negociar o aluguel

negociar aluguel

A queda na inflação reflete diretamente no preço do aluguel. O aluguel é medido pelo IGP-M, Índice Geral de Preços do Mercado, que fechou 2017 em queda de 0,52%. Isso indica os valores de aluguel abaixando um pouco e que se você é um bom inquilino, vale negociar o seu.

Quer saber mais sobre como funciona a inflação? Leia aqui no blog!

Inscreva-se em nossa newsletter

Talvez você também goste