Como aproveitar uma viagem para Machu Picchu ao máximo

Existem muitas maneiras de tornar uma viagem para Machu Picchu inesquecível. Veja as dicas que a ComparaOnline preparou sobre o local e aproveite!

Elisa Matos
Elisa Matos
10 de maio 20233 min de leitura
viagem para machu picchu

Conhecer cidades históricas é sempre fascinante, afinal, você está visitando o que, há muito anos, foi uma civilização inteira. Se você é uma pessoa que gosta desse tipo de passeio, uma viagem para Machu Picchu é a escolha ideal para aproveitar as férias.

Índice


    1. 1. Chegando na cidade
      1. 1.1. A pé
      1. 1.2. Trem
    1. 2. Preparando a viagem
    1. 3. Regras de Machu Picchu
    1. 4. Tenha uma viagem tranquila com a Compara!

Contrate seu seguro viagem online!

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro

Descoberta em 1911, mas com uma história que remonta a muito antes disso, Machu Picchu foi uma cidade e, hoje, está localizada onde fica o Peru. Foi um dos lares do Império Inca, uma civilização que durou cerca de 100 anos durante os séculos XV e XVI. 

Diferentemente do que muitos acreditam, a cidade não era a capital dos incas. Esse título fica com Cusco, que é a cidade mais próxima do local, de onde costumam partir os transportes que levam ao sítio histórico. 

Hoje, Machu Picchu é o ponto turístico mais importante do Peru, com cerca de 1,2 milhões de turistas ao ano andando pelas ruínas. Se você tem curiosidade de visitar o local, não deixe de conferir a seguir as dicas que a ComparaOnline separou a para aproveitar a sua viagem ao máximo!

Chegando na cidade

Uma das partes mais difíceis de toda a sua viagem, com certeza, será como chegar em Machu Picchu. Como a cidade com acesso aéreo mais próxima é Cusco, que fica a mais de 100 km de distância do local, muitas pessoas preferem se hospedar em Aguas Calientes, perto da montanha das ruínas.

Contudo, é importante reforçar que a estadia em Aguas Calientes pode ser bastante cara, extrapolando o orçamento de muitos. Outro ponto é que, mesmo que você fique perto das ruínas, é impossível chegar até elas sem fazer uma bela caminhada — o que é parte da experiência. 

Portanto, a recomendação mais comum é, após chegar em Cusco, escolher uma das cidadelas ao redor para se hospedar e, então, começar o caminho até Machu Picchu. Alguns viajantes, inclusive, ficam na antiga capital e iniciam o passeio de lá. 

A pé

Para os mais corajosos ou aqueles com melhor preparo físico, existe a possibilidade de ir todo o caminho até Machu Picchu a pé. Este trecho é conhecido como Inca Trail (ou trilha inca, em português), que dura cerca de 4 dias por uma extensão de 44 km. 

Trem

Se você não quiser fazer a trilha inca ou qualquer uma das alternativas oferecidas, pode chegar a Machu Picchu de trem. O transporte sai de Cusco e é oferecido por duas empresas: a Inca Rail e a Peru Rail. É importante que você compre seus ingressos com antecedência, pois eles podem esgotar rapidamente. 

Preparando a viagem

A melhor época para ir a Machu Picchu é quando o período de chuvas na região acaba. Isso normalmente acontece de junho até setembro, no inverno. Inclusive, é importante ressaltar que existem alguns períodos do ano em que as trilhas são fechadas (não simultaneamente) para manutenção.

Existem diversos tipos de ingressos para visitar o local, a depender de quais pontos turísticos de Machu Picchu você deseja conhecer. Por dia, são vendidos 4.500 ingressos distribuídos entre os diversos locais da cidade, que você pode conhecer por meio dos circuitos. 

  • circuito 1: dura aproximadamente 2 horas e cobre os principais locais de atração da cidade (inferiores e superiores);
  • circuito 2: o mais completo, dura cerca de 2h30 e inclui a Rocha Sagrada;
  • circuito 3: foca a área central do local, oferecendo visita apenas à área inferior;
  • circuito 4: é a rota longa da parte inferior do local, visitando-o de ponta a ponta.

É fundamental que você compre o ingresso para a sua viagem para Machu Picchu com semanas de antecedência, pois eles costumam esgotar rápido. Brasileiros não precisam de visto para visitar o Peru por tempo determinado, então, essa é uma preocupação que você pode excluir da sua visita. 

Regras de Machu Picchu

Se você já está com o seu roteiro para Machu Picchu pronto, é fundamental estar atento às regras impostas localmente. Elas foram criadas para preservar o sítio histórico, de modo que visitantes possam aproveitá-lo por muitos anos. Veja a seguir as condições para o passeio:

  • todo grupo deve ter um guia o acompanhando — máximo de 10 visitantes por guia;
  • máximo de 2 horas por visita guiada e de 4 horas por visita no complexo;
  • não é possível entrar no complexo novamente após sair; 
  • objetos proibidos: tripé, bastão de selfie, salto alto, bebidas alcoólicas, carrinhos de bebê, materiais plásticos e mochilas com mais de 40 x 35 x 20 cm;
  • comportamentos proibidos: alimentar animais, fumar, possuir armas (brancas ou de fogo), utilizar drones, andar por rotas ilegais e causar desordem.

Para entrar no local, você precisará estar portando seu ingresso e seu passaporte. Caso qualquer uma das condições apresentadas seja violada, o visitante poderá ter a entrada negada no local, ser retirado e até mesmo sofrer consequências jurídicas.

Tenha uma viagem tranquila com a Compara!

Já deu para perceber que uma viagem para Machu Picchu pode ser uma aventura e tanto, não é mesmo? Por isso, é importante que você não deixe a segurança de lado. Contrate seu seguro viagem agora mesmo no site da ComparaOnline e aproveite as condições incríveis!


Elisa Matos
Autor

Elisa Matos

Eu sou formada em Jornalismo e tenho especialização em Marketing Digital. Escrevo sobre produtos financeiros, seguros e viagens. Já morei em 9 cidades do Brasil e amo viajar o mundo. Minha missão é escrever com simplicidade para tornar a vida das pessoas mais fácil.

Contrate seu seguro viagem online!

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro