Descubra se o seguro viagem cobre roubo e perda de itens de valor

Você sabe se o seguro viagem cobre roubo e perda de bagagens com itens de valor, como equipamentos eletrônicos? Confira na ComparaOnline!

Larissa Ferreira
Larissa Ferreira
03 de maio 20234 min de leitura
seguro viagem cobre roubo

A perda de bagagem é um dos imprevistos mais desagradáveis que podem acontecer durante uma viagem. É uma situação estressante, especialmente se ocorre em outro país e se houver bens de valor envolvidos. A boa notícia é que tem solução, pois o seguro de viagem cobre roubo e perda!

Índice


    1. 1. Declaração especial de valor da bagagem
    1. 2. Como funciona o seguro viagem para perda de equipamentos tecnológicos?
    1. 3. Como contratar o seguro adicional para equipamentos eletrônicos?
    1. 4. O que fazer em caso de extravio de bagagem?
    1. 5. Proteja-se durante a viagem com ajuda da ComparaOnline!

Procurando por um seguro viagem?

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro

Ao carregar itens de valor na mala, a empresa aérea solicita o preenchimento de uma declaração especial de valor como forma de proteção aos imprevistos. Quer saber como funciona na prática? Continue a leitura e entenda como o seguro viagem cobre roubo e quais providências são tomadas pela companhia aérea nestes casos.

Declaração especial de valor da bagagem

Antes de saber como o seguro viagem cobre roubo e perda de bagagem, é importante entender o passo inicial diante dessas situações: a declaração de bens. No geral, as companhias aéreas não recomendam que os passageiros despachem bens de valor. Mas, caso seja necessário, é preciso preencher o documento no check-in. 

Para que a empresa aérea se responsabilize pelo transporte dos itens, é exigida a nota fiscal como comprovante do valor declarado e também é necessário pagar uma taxa extra (que varia a cada companhia). A recomendação é que esse procedimento seja feito em caso de bens que totalizem valores acima de 2 mil dólares em voos internacionais.

Algumas companhias oferecem uma cobertura adicional preventiva para quem pretende transportar bens acima de 5 mil reais. Mas atenção: a empresa aérea pode se recusar a enviar a bagagem caso estejam incluídos artigos frágeis ou perecíveis, dinheiro, jóias, papéis negociáveis, ações ou outros valores, amostras ou documentos de negócios. 

Ainda pode haver restrição para aparelhos eletroeletrônicos, tais como câmeras fotográficas, celulares, filmadoras, laptops e tablets, incluindo os respectivos acessórios. Isso porque eles são aceitos apenas como bagagem de mão, para haver maior segurança.

Como funciona o seguro viagem para perda de equipamentos tecnológicos?

Se você não sabe o que é seguro viagem, é fácil de entender: ele funciona como uma assistência diante de imprevistos e como um mecanismo de segurança. No caso de viajantes que precisam transportar itens eletrônicos de valor, há planos com coberturas adicionais para esses objetos.

São diversas opções de planos com valores que cabem nos mais variados orçamentos. Para selecionar o mais adequado, é recomendado fazer uma cotação de seguro viagem, em que são indicados os que atendem às necessidades de cada pessoa. 

Além do valor a ser pago, é necessário atentar-se ao tipo de cobertura. Há casos em que a seguradora protege apenas equipamentos comprados durante a viagem. O reembolso é feito com base na nota fiscal do produto, sem ultrapassar o preço definido para a cobertura contratada, que varia entre mil e 5 mil dólares.

Outra opção é o seguro adicional para eletrônicos, que cobre apenas laptops e smartphones com até 1 ano e 6 meses de uso. A cobertura segue o mesmo valor da anterior, mas o reembolso pode ser total ou apenas uma porcentagem do que está indicado na nota fiscal, respeitando o valor da cobertura contratada.

Algumas seguradoras também permitem fazer seguro de equipamentos locados. Nesse caso, é preciso confirmar previamente a disponibilidade do serviço e, em caso positivo, comprovar a locação por meio de contrato. 

Como contratar o seguro adicional para equipamentos eletrônicos?

Agora que você já sabe que o seguro viagem cobre roubo e perda de bagagens com itens de valor, é hora de saber como contratar essa assistência. Para isso, basta seguir o passo a passo a seguir:

  • acesse o comparador de seguro viagem da ComparaOnline;
  • insira seus dados pessoais, os dos passageiros acompanhantes e as informações básicas sobre a viagem;
  • compare e escolha a melhor opção de seguro nacional ou internacional;
  • Adicione a cobertura extra para equipamentos eletrônicos que melhor se ajusta à sua necessidade;
  • finalize o pagamento e assine a apólice!

Caso tenha dúvidas de como funciona o seguro viagem e a cobertura adicional, entre em contato com os especialistas da ComparaOnline. Os atendentes te ajudarão a entender cada item do plano e as formas de acionar cada serviço durante a viagem. 

Como acionar este tipo de seguro?

Para acionar o seguro de eletrônicos, é necessário fazer um boletim de ocorrência no local do incidente e apresentá-lo junto à nota fiscal do produto na hora de solicitar o reembolso. Também é preciso apresentar um comprovante de residência e um documento de identificação, que pode ser o CPF para pessoa física ou a cópia do cartão CNPJ para pessoa jurídica. 

Depois, é só seguir os passos orientados pela seguradora. É importante que você acione o seguro imediatamente após o ocorrido e que não tome nenhuma providência sem o conhecimento da seguradora.

O que fazer em caso de extravio de bagagem?

Se você ainda não sabe tudo o que o seguro viagem cobre, coloque na lista a perda e extravio de bagagem. Caso isso aconteça, o viajante deve ir imediatamente ao balcão da companhia aérea para registrar uma reclamação e fazer o RIB (Relatório de Irregularidade de Bagagem) ou PIR (Property Irregularity Receipt), no caso de voos internacionais.

Para preencher qualquer um dos formulários, é necessário ter em mãos o comprovante de despacho da bagagem, que servirá como prova de que havia um contrato de transporte de malas entre você e a companhia.

Após o aviso, a companhia aérea tem até 7 dias (em casos de voos nacionais) ou 21 dias (em voos internacionais) para localizar a mala. Somente após esse prazo a bagagem é considerada extraviada.

É recomendado que a queixa de extravio de bagagem seja feita logo após o desembarque, mas o passageiro tem um prazo de até 15 dias para registrá-la. Também vale acionar o seguro viagem o quanto antes, para que a seguradora ajude a recuperar a mala o mais rápido possível.

Enquanto você não recupera seus pertences, a seguradora fornece uma cobertura diária para os seus gastos com vestuário e higiene pessoal. Caso sua mala seja declarada como perdida, você recebe o valor completo de indenização do seguro.

Proteja-se durante a viagem com ajuda da ComparaOnline!

Já sabe que o seguro viagem cobre roubo e perda de equipamentos eletrônicos ou itens de valor e quer aproveitar essa cobertura? Faça a contratação com a ComparaOnline e tenha maior tranquilidade em suas férias!


Larissa Ferreira
Autor

Larissa Ferreira

Sou formada em comunicação social e sou especialista em seguros. No entanto, com o tempo, me aproximei mais de Seguro Auto e aprendi muito sobre os tipos de veículo, manutenção e cuidados.

Procurando por um seguro viagem?

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro