O que é regresso sanitário do seguro viagem?

Você sabe o que significa Regresso Sanitário do seguro viagem? Entenda tudo sobre essa cobertura e contrate seu seguro online.

Elisa Matos
Elisa Matos
13 de junho 20225 min de leitura

Vai viajar e está buscando um bom seguro? Se deparou com a cobertura de regresso sanitário do seguro viagem e não sabe para que essa cobertura serve ou como ela funciona? É, a gente sabe que o universo dos seguros pode ser bem complicado e, por isso mesmo, a nossa missão é ajudar a torná-lo um pouco mais simples. 

Índice


    1. 1. O que é regresso sanitário do seguro viagem?
    1. 2. Qual a importância do regresso sanitário?
    1. 3. Regresso sanitário é obrigatório em seguro viagem internacional?
    1. 4. O que o regresso sanitário cobre e o que ele não cobre
    1. 5. Como acionar a cobertura em caso de emergência
    1. 6. Quanto custa um regresso sanitário?
    1. 7. Contratar seguro viagem com regresso sanitário

Procurando por um seguro viagem?

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro

Neste artigo, vamos explicar o que é o regresso sanitário, qual a sua importância, se a sua contratação é obrigatória, quanto custa e como ele funciona. Por isso, além de conhecer melhor essa cobertura você também poderá contratar o seu seguro viagem com regresso sanitário online, bem rapidinho. Vamos começar? Veja abaixo como funciona: 

O que é regresso sanitário do seguro viagem?

Quando você vê na descrição do seu seguro viagem o termo ‘regresso sanitário’ saiba que se trata de uma cobertura do seguro que tem por objetivo realizar o retorno do viajante ao seu país de residência caso ele não consiga voltar pelos meios convencionais. 

Portanto, se o turista se acidentar ou estiver doente de tal maneira que não possa pegar um avião convencional, ele terá que voltar ao seu país com um transporte especial e precisará da cobertura de regresso sanitário do seguro viagem.

Para ser considerada a utilização da cobertura de regresso sanitário, um médico legalmente habilitado precisa atestar a situação. O médico precisa atestar que o segurado não possui condições de retornar como passageiro regular por motivo de acidente pessoal ou enfermidade, que estejam cobertos pelo seguro.

Essa cobertura pode funcionar por meio de indenização, através de reembolso de despesas com o transporte emergencial, ou a seguradora pode realizar o transporte do segurado prestando todo suporte necessário, sem que ele tenha que gastar nenhum dinheiro. Vai depender do procedimento de cada seguradora.  

Vale reforçar que a cobertura e a indenização são limitadas ao valor do Capital Segurado que você contratou, ou seja, são limitadas ao valor que você contratou para a cobertura. Portanto, se você contratou um seguro viagem com cobertura de 30 mil reais para regresso sanitário, o reembolso será de no máximo esse valor.

Qual a importância do regresso sanitário?

Mas você pode pensar “para que eu precisaria dessa cobertura?”, bem na verdade ela é extremamente importante. Vamos ilustrar uma situação para ficar mais fácil para entender. Você já imaginou viajar para algum destino turístico e sofrer algum acidente? Infelizmente ninguém está livre de infortúnios. 

Agora imagine que você viajou para esquiar, sofreu um acidente com fratura que impossibilitou a sua volta de avião, ou você pegou alguma doença grave que necessite de um transporte adequado, com suporte hospitalar. O regresso sanitário vai garantir esse suporte, sem que você tenha que desembolsar rios de dinheiro para isso. 

Regresso sanitário é obrigatório em seguro viagem internacional?

A contratação da cobertura para regresso sanitário é obrigatória no seguro viagem internacional, devido à sua importância. Segundo a Susep – Superintendência de Seguros Privados, órgão que regula o setor no Brasil, para um seguro ser regulamentado como um seguro viagem, ele precisa oferecer algumas coberturas básicas e outras obrigatórias. 

Os planos de seguro viagem devem oferecer, segundo a SUSEP, pelo menos uma das seguintes coberturas básicas: Despesas médicas, hospitalares e odontológicas, Traslado de corpo, Regresso sanitário, Traslado médico, Morte em viagem, Morte acidental em viagem e Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem. 

Porém, no caso de viagem ao exterior, é obrigatória a contratação de todas essas coberturas listas a seguir: despesas médicas, hospitalares e odontológicas, traslado de corpo, REGRESSO SANITÁRIO e traslado médico.

O que o regresso sanitário cobre e o que ele não cobre

Cada empresa seguradora pode ter um procedimento diferente na hora de acionar o seguro. Porém, na maioria dos casos, a seguradora vai organizar o regresso sanitário, orientando o segurado sobre como agir e o que fazer. 

O que cobre:

O transporte do segurado fica por conta da empresa. Vale lembrar que a empresa tem autonomia para definir as rotas, a forma e os meios de transporte a serem utilizados. A repatriação médica será realizada pela rota mais direta possível e pelo meio mais compatível com o estado de saúde do viajante segurado. 

Além do transporte, a seguradora irá arcar com as despesas relacionadas à remoção. Lembre-se de conferir quais são as despesas cobertas no seu contrato. Geralmente, também será incluído nessa cobertura, o translado do hotel ao aeroporto em veículo apropriado. 

O que não cobre:

Listamos aqui alguns detalhes importantes para saber sobre o que a cobertura não é obrigada a cobrir. E vale lembrar que essa parte pode variar um pouco a depender da empresa seguradora. Veja o que não cobre:

 1- Eventuais custos de resgate (busca e salvamento) cobrados por entidades públicas ou privadas.

2-  Despesas referentes a serviços pelos quais o segurado não precisa pagar (que sejam eletivas) ou já incluídas nos serviços contratados para sua viagem. 

3 – Tarifas de táxi, exceto o táxi utilizado para o socorro do segurado em substituição a uma ambulância para levá-lo ou partir do hospital.

4 – A continuidade do tratamento, após a repatriação médica, será responsabilidade do Segurado.

5 – No geral, a cobertura prevê deslocamento apenas para o segurado, não abrangendo acompanhantes. 

Como acionar a cobertura em caso de emergência

Para acionar a cobertura de regresso sanitário, é preciso entrar em contato imediatamente com a Central de Atendimento Emergencial da sua seguradora e solicitar instruções. A seguradora irá orientá-lo e passar todos os passos para você seguir.

Caso você não consiga entrar em contato com a empresa, poderá optar por outros prestadores de serviços a sua livre escolha, desde que legalmente habilitados. Porém o mais indicado é que você tente imediatamente falar com a seguradora. 

Lembre-se que todas as despesas pagas deverão ser devidamente comprovadas, nos termos estabelecidos nas condições gerais do contrato de seguro.

Quanto custa um regresso sanitário?

Para dar uma noção do preço dessa cobertura, fizemos uma cotação no nosso comparador de ofertas de seguro viagem. Consideramos uma viagem para Europa de 30 dias, para uma pessoa com 30 anos. Por ser uma cobertura obrigatória para viagens internacionais, todas as cotações que realizamos já incluíam obrigatoriamente a cobertura para regresso sanitário. 

Encontramos planos de seguro viagem internacional a partir de R$222 reais, ou seja, mais ou menos 7 reais por dia de viagem. A cobertura para regresso sanitário variou um pouco de preço, mas ficou em torno de 30 mil dólares, para a indenização. Podendo chegar até 150 mil dólares, a depender do plano que você escolher.

Contratar seguro viagem com regresso sanitário

Se você quer fazer a sua própria cotação de seguro viagem com a cobertura para regresso sanitário, acesse o site da ComparaOnline e realize uma simulação com seus dados. Depois de comparar, você escolhe o melhor plano para sua viagem, pelo menor preço e contrata online sem burocracia. Veja como é fácil:

1 – Acesse o site de seguro viagem Compara.

2 – Preencha o formulário com os dados da sua viagem e veja as ofertas personalizadas.

3 – Compare valores e coberturas e escolha o melhor seguro para sua viagem.

4 – Finalize o processo de cotação e escolha a forma de pagamento. O voucher vai chegar por e-mail com as instruções de uso!


Elisa Matos
Autor

Elisa Matos

Eu sou formada em Jornalismo e tenho especialização em Marketing Digital. Escrevo sobre produtos financeiros, seguros e viagens. Já morei em 9 cidades do Brasil e amo viajar o mundo. Minha missão é escrever com simplicidade para tornar a vida das pessoas mais fácil.

Procurando por um seguro viagem?

Compare ofertas das maiores empresas do mercado.

Cotar meu seguro