Tirar a carteira de motorista é um marco na vida de muitas pessoas, como passar no vestibular ou conseguir o primeiro emprego. É uma evolução que tem tudo a ver com independência e crescimento. Para ajudar no processo de quem está pensando em tirar a CNH, listamos dicas para você passar tranquilo por esta fase. Confira:

Quais são os passos para tirar a carteira de motorista?

O primeiro e principal pré-requisito para a primeira habilitação é ter completado 18 anos, além de saber ler e escrever. Quem deseja tirar a carteira de motorista tipo B, que permite dirigir carros de passeio ou a tipo A, para conduzir motos, precisa passar pelos seguintes passos:

  1. Cadastro biométrico: Ir ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) da sua cidade e fazer o cadastro biométrico que é o registro das suas impressões digitais. Isso é feito para assegurar que ninguém cumpra a carga horária mínima exigida em seu lugar.
  2. Exames psicotécnicos e de aptidão mental: Após o cadastro, você já pode fazer os exames médicos e psicotécnicos nas clínicas autorizadas. A marcação é feita no Detran e eles mesmos te encaminharão para a clínica mais próxima.
  3. Curso teórico: Com a aprovação nos exames, o próximo passo são as aulas teóricas, também conhecidas como legislação. Você irá aprender práticas sobre direção defensiva; noções de primeiros socorros e a legislação de trânsito (que são as sinalizações). O curso precisa ser feito em um CFC – Centro de Formação de Condutores – e tem carga horária mínima de 45 horas/aula. Para continuar o aluno precisa ser aprovado em um teste.
  4. Curso prático: Depois da teoria finalmente chegou a hora de ir pra rua e começar as aulas práticas para tirar a carteira de motorista. Atualmente são obrigatórias 25 aulas feitas em autoescolas credenciadas pelo Detran, sendo que dessas aulas, 4 devem ser feitas durante a noite. Caso a autoescola possua um simulador, você pode fazer no máximo 3 diurnas e 5 noturnas nele. As primeiras 25 aulas são obrigatórias mas este não é um número fixo, você pode e deve fazer quantas aulas considerar necessárias para se sentir seguro para conduzir sozinho.
  5. Teste prático: após concluir as aulas obrigatórias a autoescola gera um certificado e você está apto para marcar a data do seu exame prático para tirar a carteira de motorista. Se for aprovado é só comemorar e esperar a tão desejada carteira chegar ao seu endereço. Caso seja reprovado, após 15 dias você pode marcar um novo exame.

As carteiras de habilitação C, D e E são para veículos de carga pesada como caminhões ou para o transporte de pessoas, como ônibus, e geralmente são tirados somente por quem precisa dirigir este tipo de veículo profissionalmente.

O que é a carteira temporária?

A primeira habilitação é uma autorização temporária e válida por um ano. Isso significa que durante esse período você precisa literalmente andar na linha e não pode cometer nenhum tipo de infração grave ou gravíssima, ou seja, não pode ter mais de 4 pontos na carteira. Caso isso aconteça,  você perde a habilitação e precisa reiniciar o processo. Após passar o primeiro ano, a carteira definitiva é entregue e a partir daí ficam valendo as regras nacionais.

Quanto custa tirar a carteira de motorista?

Essa é daquelas perguntas difíceis de responder precisamente, já que os valores das taxas dos Detrans mudam de estado para estado. Os valores cobrados pelas autoescolas também têm uma variação grande, além de que, a quantidade de aulas práticas que cada um precisa é bem pessoal.

Não dá pra fugir das taxas fixas dos órgãos de trânsito mas você pode pesquisar por vários CFCs até encontrar aquele que ofereça a melhor relação custo/benefício, já que nem sempre o mais barato significa o melhor.

Como uma média, considere gastar entre R$1.500,00 a R$2.000,00 entre todas as taxas, aulas teóricas e práticas para tirar a carteira tipo B, e em torno de R$1.300,00 a R$1.500,00 para o tipo A.

Tem mais dúvidas sobre carteira de habilitação? Veja estes artigos:

Artigo atualizado em maio de 2019