Sabemos que contratar um seguro auto nem sempre é das tarefas mais fáceis. São muitos os fatores a serem avaliados, os termos técnicos com significados desconhecidos, dúvidas sobre qual tipo de serviço é o ideal para cada pessoa além de claro: o preço. Para te ajudar nesse processo de decisão, nós que trabalhamos diariamente e conhecemos o universo de seguro auto listamos 5 passos que devem ser analisados antes de você fechar a sua próxima apólice.

1. Pesquise, pesquise e pesquise

Essa dica vale para qualquer tipo de compra. Pesquise sempre antes de contratar um seguro auto, pois não é nenhuma novidade que um mesmo seguro auto pode ter mais de 100% de diferença de preço entre distintas seguradoras. Além disso, é importante entender o serviço que será contratado e quais são as coberturas e os adicionais para conseguir fazer as comparações de forma coerente, afinal não dá pra comparar banana com uva. A Compara pode te ajudar a encontrar o melhor tipo de seguro para o seu perfil com uma busca rápida, online e gratuita.

2. Fale sempre a verdade

Além de avaliar as características do carro, o cálculo do seguro auto leva em conta também o perfil do motorista, onde ele mora e quais aparelhos de segurança possui. Por isso, na hora de preencher o formulário, por mais tentador que seja omitir que seu filho de 18 anos também dirige o seu carro ou dizer que você o estaciona durante todos os dias em garagem quando na verdade ele fica na rua, opte sempre por dizer a verdade.

Omitir, alterar dados e dar informações incompletas só irão te trazer prejuízos. Caso aconteça algum acidente que seja necessário acionar o seguro auto eles irão checar a veracidade das informações apresentadas por você e comprovado que os dados são falsos você perde o direito a indenização, mesmo que o acidente seja legítimo.

3. Contrate o que você de fato precisa

Faça uma auto avaliação e seja realista com as suas necessidades. Se o seu carro é uma ferramenta de trabalho, é importante considerar uma cobertura mais completa com um carro extra para caso de acidentes. Imagine ter que desmarcar reuniões importantes com clientes porque o carro está na oficina?! Agora se o carro é usado apenas para lazer nos finais de semana você pode optar por um seguro auto mais básico.

O seguro auto deve ser um reflexo das suas necessidades, por isto avalie bem as propostas para não escolher coberturas de mais, nem de menos. O importante é cobrir eventualidades que para você são essenciais.

4. Fique atento ao valor da franquia

Quanto menor o valor da apólice, maior será o valor da franquia. Pode parecer bobagem e até pessimismo ficar pensando no valor a ser pago na franquia caso algo aconteça, mas não é. O seguro auto existe exatamente para nos proteger de fatalidades que não podemos prever então não se coloque em uma situação de risco tendo que assumir uma franquia que não cabe no seu bolso no caso de um sinistro.

5. Considere os danos a terceiros

Na hora de um acidente não dá para escolher bater em um carro mais barato ou popular para que o valor do conserto custe menos. Com o aumento do poder aquisitivo e facilidade de financiamento dos últimos anos temos nas ruas carros mais sofisticados e caros. Por isto considere uma cobertura para danos materiais e morais a terceiros na hora de contratar um seguro auto e com um valor que te permita solucionar os problemas sem dívidas.

Isso provavelmente irá gerar aumento no valor total do prêmio e/ou franquia mas se couber no seu orçamento, não economize neste item para que “o barato não saia caro”.

Conte com a Compara na hora de avaliar e escolher o melhor seguro auto para você.