Atuador de marcha lenta – o que é, como funciona e possíveis problemas que ele pode causar ao seu carro

Escrito por Cecilia Alberigi

O atuador de marcha lenta é o componente que faz parte do sistema de injeção eletrônica de um carro. Ele é responsável por garantir a rotação mínima do motor em fase de marcha lenta, isto é, sem acelerar.

Também conhecido como sensor de marcha lenta, é ele que recebe os sinais de comando de fluxo do ar e combustível para que haja o total funcionamento do motor sem o uso do pedal do acelerador.

Apesar de ser uma peça muito importante para o funcionamento do carro, ele ainda é pouco conhecido pela maioria das pessoas, no entanto, os problemas que seu mau funcionamento pode causar são bastante comuns.

Neste artigo, nós vamos te ensinar a identificar sinais que podem indicar que algo não está funcionando corretamente e como resolvê-lo. Confira!

Quais são os problemas mais comuns do atuador de marcha lenta?

  • Motor acelerando ou oscilando com o carro parado

Alguma vez você notou que o conta-giros estava oscilando mesmo estando com o carro completamente parado no trânsito? Se isso já aconteceu com você é bem provável que o atuador de marcha lenta do seu automóvel esteja danificado.

Trata-se de um defeito intermitente provocado por falhas no sensor TPS que é um dispositivo que controla o corpo de borboleta, outro importante componente que regula a passagem do ar para o motor, diretamente ligado ao pedal do acelerador.

  • Carro desliga sozinho

Além da marcha lenta irregular, é  comum o carro desligar sozinho sem motivo aparente. Esse problema também afeta a injeção eletrônica, tornando-a irregular e consequentemente aumentando o gasto de combustível.

  • Motor falhando

Isso acontece quando o comando do sensor TPS não é transmitido de maneira correta para o atuador ou há adulterações no parafuso da borboleta.

  • Motor sem potência

Esse problema é ocasionado quando a tensão enviada pelo sensor é baixa e o corpo da borboleta não consegue controlar a abertura do fluxo de ar.

  • Luz de injeção eletrônica acesa ou piscando

Quando o motorista coloca a chave do carro na ignição a luz de injeção eletrônica deve acender como sinal de que está funcionando de maneira correta, e apagar imediatamente após a partida. Se essa luz permanecer acesa ou piscando é sinal de que há algo errado.

E então, como resolver?

Em primeiro lugar, é importante saber que nem sempre problemas com a marcha lenta são causados pelo atuador. Como vimos até aqui, o sensor TPS tem papel importante na regulação de todo o sistema de aceleração e trabalha em conjunto com o atuador de marcha lenta, por isso, é comum acontecer diagnósticos equivocados.

Para resolver qualquer problema relacionado ao atuador ou à injeção eletrônica é necessário levar o carro até uma oficina mecânica de confiança e que faça a avaliação por meio de um scanner automotivo. Somente o scanner é capaz de detectar em tempo real possíveis falhas no sistema eletrônico do automóvel e apontar a peça a ser trocada.

Dúvidas sobre seguro auto? Acesse nosso site e compare as melhores opções para as suas necessidades e para o seu bolso com as maiores seguradoras do mercado.