Calcular o seguro de vida não é algo tão simples. Me dei conta disso em 2016, quando também constatei a importância de ter um seguro. Os seguros em geral, são serviços que não pensamos em contratar porque achamos que não teremos a oportunidade de usá-los, até que somos surpreendidos com um incidente ou fatalidade e valorizamos a sua importância.

Parar uns minutinhos para pesquisar e calcular o seguro de vida, teria ajudado muito a minha família mas não foi o que aconteceu. Em 2016, quatro familiares faleceram: 2 por infarto e 2 por problemas decorrentes da velhice. Fora todo o problema emocional que esses acontecimentos provocam, vem com eles a instabilidade financeira que poderia ter sido melhor solucionada se anos antes meus familiares tivessem se preocupado em contratar um seguro de vida. As seguradoras dizem que pode levar até 3 anos para que uma família se recupere financeira e emocionalmente após um luto. Se nesse período ela puder contar com os serviços de um seguro, retomar a vida pode ser bem mais fácil.

Mas no meu caso, o que não tem remédio, remediado está. Por isso eu quis fazer este post para que você saiba calcular o seguro de vida, contratar um e assim garantir o futuro da sua família.

Como é feito o cálculo do seguro de vida?

como-calcular-o-seguro-de-vida-1

Para calcular o seguro de vida as seguradoras consideram basicamente o perfil do segurado e as coberturas que ele escolhe. Detalhando ainda mais, os requisitos que precificam o seguro de vida, são:

  • Valor da Apólice: quanto maior o valor do seguro escolhido, mais alta será a parcela mensal. Para saber qual o valor de apólice ideal, faça o levantamento de quantas pessoas dependem financeiramente de você e calcule todas as despesas: educação, parcela da casa própria ou do aluguel, roupas, alimentação, dívidas e tudo aquilo que costuma fazer diferença no seu orçamento mensal. Caso você dependa de salário para sobreviver e ainda não tenha uma reserva financeira suficiente para que a sua família consiga manter o mesmo padrão de vida na sua ausência, é recomendável que a indenização consiga suprir todas estas necessidades durante um determinado período, em geral, de 3 a 5 anos. Simplificando, pegue o valor da sua renda mensal atual e multiplique por 5 anos, por exemplo. A partir desse valor você conseguirá escolher a apólice ideal para a sua família.

como-calcular-o-seguro-de-vida-2

  • Faixa Etária: O cálculo do seguro de vida encarece com o passar dos anos. Embora as fatalidades não escolham uma idade, as seguradoras partem do pressuposto de que uma pessoa com 20 anos tem mais chances de viver por mais tempo do que uma pessoa com 60 anos. Dessa forma, o seguro de uma pessoa idosa é sempre mais caro.
  • Sexo: Neste quesito o cálculo do seguro de vida é um tanto relativo. Ao nascer, a expectativa de vida da mulher é maior, então esse dado deixa o custo de seu seguro  mais barato que de um homem. No entanto, uma mulher ao longo da vida costuma ser acometida de problemas de saúde com mais frequência. Dependendo do seu estado de saúde, ela pode pagar um pouco mais caro no seguro de vida.
  • Estado de Saúde: Para calcular o seguro de vida, as seguradoras pedem que você preencha um questionário que geralmente inclui  perguntas como: Pratica esportes radicais? Exerce alguma atividade profissional a bordo de aeronaves? Sofre de alguma doença que exige tratamento? Já realizou alguma cirurgia? Já recebeu alguma indenização por invalidez? Fuma, bebe ou faz uso de drogas?

como-calcular-o-seguro-de-vida-3

Profissão: Dependendo da sua profissão, seu seguro de vida pode ser mais caro ou inclusive recusado pela seguradora, já que ela pode apresentar mais riscos. Confira abaixo a lista de profissões que geralmente não são aprovadas:

como-calcular-o-seguro-de-vida-4

  • Coberturas: O custo do seguro de vida também será mais alto ou mais baixo de acordo com o valor das coberturas adicionais que você contratar. Depois que a cobertura básica de morte foi calculada, são acrescentados os custos das coberturas adicionais como invalidez por acidente, por doença comum e por doenças graves, além de serviços de assistência como funeral, viagem e etc.

O valor final do cálculo do seguro de vida é a soma do custo dos riscos com os custos administrativos, impostos e o lucro pretendido pela seguradora.

como-calcular-o-seguro-de-vida-5

Para que você tenha uma ideia mais concreta de valores, abaixo está uma simulação da Compara com seus principais seguros de vida, separados por faixa etária.

como-calcular-o-seguro-de-vida-6

Vale ressaltar que é apenas uma simulação e que os valores mensais da tabela consideram o menor preço que poderia ser pago em cada seguro. Como já comentado antes, a análise de cada requisito é que vai determinar o valor, que também pode ser atualizado de acordo com o índice de variação da inflação que consta nas condições gerais do contrato. Outro ponto é que a seguradora Icatu tem um benefício especial: as mensalidades continuam as mesmas, sem aumentar de acordo com a sua idade.

Dica: O cálculo do seguro de vida em uma apólice individual tende a ser mais caro devido à personalização das coberturas. Já o plano coletivo costuma ser mais em conta porque o risco é diluído pelo número de pessoas. A desvantagem no segundo caso é que as coberturas podem ser menos abrangentes e de menor valor.

Outra curiosidade é que para calcular o seguro de vida, as seguradoras usam a Tábua Biométrica que contabiliza o número de falecimentos na população a cada ano, o que permite obter dados sobre morte e sobrevivência.

É super importante não omitir informações ao fazer o cálculo do seguro de vida porque a seguradora pode cancelar o seguro ou até mesmo negar a indenização, caso seja constatado que você mentiu.

Não deixe que uma fatalidade prejudique além do esperado a sua família. Confira as opções de seguro de vida que a Compara tem para você.