Crédito Pessoal

Empréstimo com juros baixos? Descubra as melhores opções!

empréstimo com juros baixos
0

Recorrer a um empréstimo, apesar de não ser ideal, às vezes é necessário. Na hora que as contas apertam e você simplesmente precisa de mais dinheiro do que tem disponível, é inevitável apelar para algum tipo de crédito com taxas mais baratas. Saiba como encontrar o empréstimo com juros baixos que melhor cabe no seu bolso. Continue com a gente!

Como conseguir empréstimo com juros baixos

Muita gente evita ficar no negativo recorrendo a pequenos empréstimos no dia a dia sem perceber — entrando no cheque especial ou no rotativo do cartão de crédito. Só vão se dar conta que estão pagando as taxas de juros mais altas possíveis quando já for tarde demais.

Por isso, é muito importante manter as contas sob controle e tomar decisões mais conscientes. O planejamento financeiro ajuda até na hora de se endividar, para escolher uma dívida mais barata ao invés da mais cara.

Empréstimo pessoal online

crédito pessoal ou empréstimo pessoal é indicado para quem precisa de dinheiro rápido para quitar alguma dívida, pagar por despesas inesperadas ou mesmo para comprar algum bem, financiar uma viagem. Este tipo de empréstimo com juros baixos não precisa de comprovação de como você vai utilizar o dinheiro, apenas da aprovação de renda. Mas, vale ficar ligado nas ofertas do mercado e comparar para escolher a melhor opção que cabe no seu bolso.

Outra grande vantagem deste tipo de crédito é que você pode pagar em até 180 meses e suavizar as prestações. No post abaixo a gente explica melhor como funciona, como contratar e quem pode fazer o empréstimo pessoal.

O que é crédito pessoal e como escolher a melhor taxa?

Refinanciamento de Imóvel

É uma opção de empréstimo com juros baixos para quem tem a casa própria totalmente quitada — já que é oferecida como garantia da dívida. Como o empréstimo é feito em cima de um bem de valor alto, é a melhor alternativa para levantar uma quantia maior.

Os juros podem variar entre 19,56% e 26,82% ao ano, mas existem taxas adicionais que incidem e podem aumentar consideravelmente o CET (Custo Efetivo Total) da operação. Outra desvantagem é o alto risco envolvido: em caso de inadimplência, o banco pode retomar o imóvel.

Antecipação de Restituição do Imposto de Renda

Deve ser feito no mesmo banco em que a restituição será depositada, e tem taxas a partir de 25,78% ao ano. Essa modalidade de empréstimo com juros baixos conta como crédito pessoal, mas é uma das taxas mais baratas disponíveis nessa categoria, já que existe uma certa garantia de pagamento.

A desvantagem é que, se a declaração cair na malha fina e a restituição não sair no valor esperado, ou não for depositada dentro do ano, o pagamento do empréstimo terá que ser efetuado até dezembro de qualquer forma.

Antecipação de 13º salário

Segue a mesma linha da antecipação de restituição de imposto de renda. Novamente, se o empregador não depositar o 13º salário na data esperada, a dívida será descontada de qualquer forma, mesmo que não tenha saldo disponível.

Outra questão muito importante a ser levada em consideração é que os gastos adicionais no fim do ano (e começo do ano seguinte) devem ser muito bem planejados, pois aquele dinheirinho extra do 13º já vai ter sido utilizado. Se esse planejamento não for feito devidamente, corre o risco de gerar uma nova dívida.

Crédito pessoal consignado

O crédito consignado é aquele que já desconta direto na folha de pagamento, e é uma das opções de empréstimo com juros baixos mais em conta. Por estar vinculado com o salário, os bancos conseguem oferecer taxas de juros menores, já que as chances de inadimplência são mínimas.

Porém, é um serviço que só é disponibilizado para pensionistas, aposentados e funcionários de empresas que têm convênio com os bancos. Também é preciso ficar atento a possíveis tarifas adicionais que podem aumentar o CET.

Independentemente do tipo de crédito que se adequar melhor às suas necessidades, o importante é pesquisar as taxas para encontrar o menor custo possível. Procure já programar também os gastos futuros para não precisar de um novo empréstimo tão cedo.

Para saber mais sobre empréstimo com juros baixo, confira também este artigo sobre crédito pessoal.

Talvez você também goste
O que é CDB e como investir
E-Cred Serasa
E-cred: como funciona o buscador de crédito da Serasa?