Performance, estética e sonoridade: conheça o componente responsável por esses aprimoramentos!

O escapamento esportivo entrega maior potência e elasticidade ao motor, mas será que vale a pena optar por esta peça? Veja aqui quais são os benefícios e quais são as regras!

Como funciona o escapamento esportivo?

Afinal de contas, como um simples sistema de tubulação consegue aprimorar a potência de um motor? Essa é a dúvida mais recorrente entre os curiosos do tema. Porém, é importante conhecer o sistema de escapamento a fundo, que se estende para além das ponteiras que visualizamos sob o para-choque traseiro.

Basicamente, um kit de escapamento esportivo é integrado por seis componentes:

  • coletor de escape, que captura os gases produzidos pela queima de combustível;
  • catalisador, que purifica esses gases, expulsando menor concentração tóxica na saída;
  • abafador, que silencia os barulhos mais violentos e agudos;
  • tubo, que canaliza todos os componentes do kit entre si.
  • silenciador, que minimiza a emissão de ruídos da operação do motor;
  • ponteira, que encerra o processo, expelindo os gases já processados pelo sistema.

De maneira geral, esses componentes costumam estar fixados por abraçadeiras, garantindo flexibilidade nas eventuais manutenções. Tratando-se do contexto estético, a parte mais importante é a ponteira, justamente por ser a única peça visível de todo o conjunto.

Escapamento esportivo versus convencional: quais são as  diferenças?

A diferença mais relevante entre o escapamento esportivo e convencional está no coletor de escape. Ao substituí-lo por um modelo maior e mais sofisticado, você já aprimora a captação dos gases, entregando maior elasticidade ao motor e um ganho de potência na roda.

Vale lembrar que, em um sistema de escapamento esportivo, você contará com uma abafador, também projetado com pretensões desportivas. Com isso, o veículo ganha um ronco mais encorpado e grave, que, além de interferir positivamente na emissão de gases, também aprimora em mais uns pontos a potência do projeto.

Quais são as vantagens de utilizar o escapamento esportivo?

Basicamente, a maior vantagem está em agregar esportividade ao seu veículo convencional. Afinal, modelos originalmente esportivos já contam com projetos de exaustão milimetricamente desenhados à sua máxima performance e atratividade — ainda que permitam novas modificações.

Sendo assim, a compra e instalação desse kit acaba servindo para entregar uma satisfação particular ao proprietário do veículo, que passa a conduzir uma máquina menos ruidosa, com um ronco mais limpo e agressivo. Além disso, o carro ganha um sutil acréscimo de potência, que é simultaneamente aproveitado pela redução de peso com a troca dos componentes originais.

O que diz o DETRAN?

É importante considerar o que a legislação brasileira prevê sobre essa customização. Para todos os efeitos, saiba que não há multa pela simples instalação do kit, já que não há a adulteração expressiva das características do veículo.

Em contrapartida, o condutor se torna mais suscetível a outra transgressão no trânsito: a de ultrapassar os limites permitidos de emissão de ruídos. Afinal de contas, essa é uma customização que implicará em um ronco ainda mais alto e que, sobretudo, instiga o motorista a “pisar mais fundo”.

Sendo assim, reforçamos que você deve manter uma conduta prudente ao dirigir nos ambientes urbanos, evitando exageros que possam deixá-lo acima da marca de 95 decibéis — específica aos veículos de passageiro, com até nove lugares e motor frontal.

Gostou deste artigo sobre as vantagens do escapamento esportivo? Então, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e ajude os seus amigos a ficarem por dentro do assunto!