Cartão de Crédito

Como utilizar os programas de pontos de seu cartão de crédito

programas pontos cartao

Uma das vantagens oferecidas aos donos de cartão de crédito são os programas de pontos que proporciona a maioria das empresas do mercado. Mas, de nada adianta acumular se você não acompanha a pontuação e deixa de aproveitar os benefícios oferecidos pelos programas como: prêmios em produtos, descontos e milhas em passagens áreas.

Para que você fique atento e se beneficie dos programas do seu cartão de crédito, te damos algumas dicas!

Informe-se sobre o programa de pontos de seu cartão de crédito

O primeiro passo é buscar informação sobre como se cadastrar no programa e onde é possível conseguir pontos. Geralmente, a rede de empresas vinculadas está disponível nos sites dos bancos; ou você pode obter informações ligando para a instituição.

O cadastramento costuma ser simples e pode ter regras diferentes de acordo com o banco e com o tipo de cartão. Em muitos casos, a adesão ao programa é automática e a pessoa está acumulando pontos sem saber, deixando de aproveitar as vantagens oferecidas pela troca.

Monitore seus pontos

Uma vez cadastrado, é importante monitorar os pontos obtidos. Na maioria dos casos, a pontuação expira entre 24 e 36 meses e, na correria do dia a dia, você pode perder a vantagem por apenas não acompanhar a pontuação.

Em algumas empresas, as trocas podem ser realizadas dentro do próprio site, mas para isso, o consumidor deve se cadastrar também nos sites das redes que participam do programa. Importante: lembre-se de solicitar seus pontos ao realizar as compras!

Faça os resgates

Cada cartão de crédito tem suas próprias regras para o resgate. Em alguns, por exemplo, para trocar os pontos por milhas de passagens aéreas é necessário transferi-los de uma empresa para àquela cadastrada. Se seu interesse for pelas viagens, é bom verificar sempre com antecedência, evitando passagens caras e problemas com falta de assentos. Se você deixar para trocar seus pontos em cima da hora, o preço da passagem poderá ser mais caro e você necessitará mais pontos para realizar a compra.

Se bem aproveitados, os programas de pontos podem ser muito vantajosos.

E uma última dica: fique atento ao uso consciente do cartão de crédito, não adianta de nada se endividar para acumular pontos.

Leia mais
Cartão de Crédito

Conheça as vantagens do cartão de crédito internacional

vantagens cartao internacional

Um cartão de crédito internacional funciona como um cartão comum, com a vantagem de poder ser utilizado em estabelecimentos de qualquer país do mundo – desde que a bandeira do seu cartão seja aceita. Chamamos de “bandeira” a empresa que fornece e gerencia o cartão de crédito, como: Visa, MasterCard e American Express.

Você também pode fazer compras em lojas online com seu cartão de crédito internacional, seja digitando seus dados no site da própria loja ou através do PayPal: um serviço financeiro que te permite enviar e receber pagamentos para qualquer lugar do mundo, mediante o pagamento de pequenas taxas que variam de acordo com o valor transferido.

Atualmente, o viajante que conta com um cartão de crédito internacional já pode pagar pelas passagens aéreas, hotel, pacotes turísticos e até passeios e passagens de trem e de ônibus usando seu cartão, muito antes de embarcar. Ademais, viajar a outro país com um cartão de crédito internacional facilita o passeio já que ele também te permite sacar dinheiro em postos autorizados por todo o mundo.

Sem dúvida, um dos benefícios mais conhecidos é o de converter o valor das suas compras em milhas de viagens. Também existem programas de descontos em lojas e restaurantes,
Para escolher o melhor cartão de crédito internacional de acordo às suas necessidades, perfil e renda, você pode comparar todos os produtos e taxas no nosso site. Acesse ComparaOnline e conheça as melhores ofertas!

Leia mais
Seguro Auto

Dicas para conservar o motor do carro

conservar motor carro

Cuidar do motor é como cuidar do coração do carro. Por fora, pode parecer um bloco de concreto, mas por dentro ele é feito de inúmeras peças pequenas que requerem boas práticas de uso para que se mantenham funcionando bem e por um bom tempo.

O motor foi feito para durar, mas caso quebre, ainda pode ser consertado. Entretanto, este é um custo alto mesmo para quem tem um bom seguro automóvel que ofereça socorro nas horas imprevistas. Por isso, te damos algumas dicas importantes para conservar o motor do seu carro:

Ande na marcha correta

Andar em baixa rotação prejudica severamente o motor. Se, por exemplo, estiver andando a 80 Km/h em quarta marcha e, de repente, baixar a velocidade para 30 Km/h sem trocar a marcha, estará forçando o motor sem necessidade.

Nunca ande sem óleo

O motor é composto de partes pequenas que se movem, dando origem à rotação de seu volante. Essas partes são metálicas e, sem o óleo lubrificante, se desgastam a ponto de acabar com a vida útil do motor, fundindo as peças internas por superaquecimento. Ou seja, o motor não vive sem óleo. Cuidados simples como este evitam o acionamento do seguro automóvel por conta de problemas mecânicos que poderiam ser evitados.

Outra dica importante é não ultrapassar o limite de vida útil do óleo, pois quando isso acontece, ele perde a capacidade lubrificante, desgastando as partes do motor e diminuindo sua vida útil.

Cuidado com vazamentos

Se o óleo vaza constantemente, as peças ficam comprometidas. Isso porque não há uma atuação perfeita do lubrificante, aumentando o desgaste.

Troque os filtros quando necessário

Trocar os filtros de óleo, ar e combustível permite que o motor continue funcionando perfeito. Quando esta medida não é tomada, as impurezas que se acumulam nos filtros passam para o motor, provocando problemas nas paredes do cilindro, causando perda de compressão e outros danos mais sérios. Em caso de eventualidades, é bom contar com a cobertura e os serviços especializados oferecidos por um seguro automóvel.

Conte com especialistas

Faça uma revisão sempre que indicado, sem abrir mão dos serviços de um profissional capacitado. Ele poderá fazer um diagnóstico preciso das trocas e ajustes necessários para manter o motor sempre em dia. Vale a pena lembrar que existem outros aspectos técnicos que fazem a diferença na vida útil do motor, aspectos que um especialista pode diagnosticar.

Lembre-se de que um bom seguro automóvel significa tranquilidade em qualquer lugar, na hora em que mais se precisa. Faça uma cotação online e encontre as melhores opções para o seu perfil.

Leia mais
Seguro Auto

5 dicas de direção defensiva

direção defensiva

Dirigir é um ato que exige um alto nível de comprometimento e responsabilidade. Além da habilidade básica de dirigir o veículo, controlando pedais, marchas e sinalizadores, é preciso adotar uma postura consciente para evitar acidentes, observando as regras de segurança – tanto para si quanto para os outros.

A expressão “direção defensiva” ou “direção segura” ganhou destaque na mídia por causa das altas taxas de acidentes de trânsito no Brasil. Isso fez com que em 2004 o governo tornasse obrigatório o curso de direção defensiva para todos os motoristas que queiram tirar ou renovar a carteira de habilitação. Esse conceito diz respeito a um conjunto de medidas e a uma atitude do motorista que tem como objetivo evitar acidentes, levando em conta também erros de outros motoristas e pedestres, assim como reações adversas – como mau tempo.

Investir em um bom curso de direção defensiva, não apenas aumenta a sua segurança no trânsito, como também geralmente diminui o valor de um seguro auto, pois a maioria das seguradoras leva em consideração que o motorista consciente tem menor probabilidade de se envolver em um acidente. Com um valor mais baixo do seu seguro auto, você tem a opção de expandir a cobertura, contratando outros itens, como o seguro auto para viagens no exterior ou para peças e equipamentos específicos do seu carro.

 

Confira abaixo 5 dicas importantes de direção defensiva:

1. Conheça bem as regras de trânsito. O conhecimento é um dos pilares da direção consciente. Não basta apenas saber as regras do local onde você transita, mas também as condições de seu veículo e o próprio trajeto.

2. Mantenha-se sempre atento. Muitos acidentes acontecem porque a capacidade de atenção do motorista estava comprometida, seja pelo consumo de álcool, seja porque a pessoa estava falando ao celular, mexendo no sistema de som do carro ou simplesmente muito envolvida em uma conversa.

3. Tenha o hábito de prevenir imprevistos. Você está passando por uma vizinhança cheia de casas e nota que um grupo de crianças joga bola no terreno ao lado da rua. Faz parte da direção defensiva prever que a bola pode escapar para a estrada e uma criança pode vir correndo atrás. Neste caso, o melhor é diminuir a velocidade e redobrar a atenção.

4. Seja hábil ao manobrar e dirigir o carro. Saiba ultrapassar, sinalizar, mudar de marcha, diminuir e acelerar o veículo e manter o carro seguro em terrenos inclinados como rampas, viadutos e ladeiras.

5. Tenha um bom poder de decisão: esteja pronto para fazer escolhas difíceis e manobras que sejam necessárias a uma determinada situação, com o objetivo de evitar acidentes ou minimizar danos.

Além de dirigir de maneira defensiva, outra atitude que aumenta a tranquilidade do motorista é ter um bom seguro auto. Acesse ComparaOnline para fazer a sua cotação gratuita, e conheça as melhores empresas e o seguro auto mais adequado para suas necessidades.

Leia mais
Seguro Auto

Acidentes imprevisíveis: o que o seguro cobre?

acidentes seguro carro

Antes de assinar um contrato de seguro auto é bom estar atento se ele possui cobertura para acidentes imprevisíveis. Por exemplo: você sabe se o seu veículo está protegido caso uma árvore caia sobre ele? Ou, se um terremoto atingir a cidade, é possível contar com a proteção do seguro?

Conheça alguns acidentes imprevistos que podem ser cobertos pelo seguro auto antes de fechar negócio.

Difíceis, mas não impossíveis de acontecer

Basta verificar nas redes sociais a grande quantidade de fotos e vídeos que circulam sobre acidentes quase inacreditáveis, que causaram danos expressivos aos proprietários dos veículos.

O que dizer de um carro que foi atingido por um aparelho de ar condicionado enquanto estava estacionado à beira de um edifício? E outro que foi abalroado por um helicóptero desgovernado, ou aquele que caiu em uma cratera aberta pela correnteza das chuvas? Estes são apenas alguns casos de acidentes imprevisíveis, no qual é preciso contar com uma boa apólice de seguro auto.

Tumultos generalizados e calamidade pública estão cobertos?

É importante ler atentamente as condições gerais previstas na apólice, pois existem exclusões que variam de uma companhia para outra. Algumas seguradoras não cobrem sinistros causados por tumultos generalizados que provoquem danos de grandes proporções, por exemplo, aqueles originados por brigas na saída de estádios.

Situações de calamidade pública – como terremotos e enchentes – se causarem danos de grande proporção a muitos veículos além do seu, pode ocorrer que a seguradora rejeite arcar com os prejuízos. Porém, se poucos ou apenas um veículo for atingido, a companhia não se opõe a pagar pelos danos.

Cobertura adicional para casos de exposição ao risco

Esta é uma opção pouco comum, mas possível de ser contratada, principalmente quando se trata dos casos de tumulto e danos causados pela natureza. Vale ressaltar que se o proprietário expuser o veículo desnecessariamente a esse tipo de risco, a seguradora pode não fazer o ressarcimento dos danos. Por exemplo: se o veículo ficar preso em uma avenida por conta de uma enchente, a seguradora vai ressarci-lo. Mas, se for engolido pela água do mar porque estava estacionado na areia, a companhia não assumirá os prejuízos.

Resumo! Esteja preparado para tudo, pois o impossível pode acontecer. Contrate um bom seguro auto e fique atento às cláusulas do contrato antes de fechar negócio. Faça uma cotação online e confira as melhores opções para o seu perfil.

Leia mais
Cartão de Crédito

Como funciona o cartão adicional?

cartão credito adicional

O Cartão de Crédito pode ser um grande aliado, trazendo praticidade para compras e parcelamentos no nosso dia a dia. Se usado de forma consciente, pagando as faturas dentro do vencimento e evitando o crédito rotativo, por exemplo, o cartão pode ajudar na organização do orçamento mensal.

Você conhece o cartão adicional?

Um dos benefícios oferecidos aos donos de Cartão de Crédito é o cartão adicional. Essa opção é dada ao titular do cartão, disponibilizando um cartão a mais para filhos, esposa, marido, pais ou irmãos. O cartão adicional vem em nome da pessoa que irá utilizá-lo, que terá liberdade para comprar sem precisar pedir autorização ao titular.

É possível solicitar mais de um cartão adicional, porém isso irá variar de acordo com o crédito de seu titular. É importante também frisar que o cartão solicitado terá o mesmo limite do cartão de crédito principal.

Cuidados na aquisição do cartão

Há alguns pontos muito importantes que devem ser considerados antes da solicitação desse serviço. Um deles é a responsabilidade e controle de quem receberá o cartão. Isso porque a fatura chegará ao nome do titular e também será dele a responsabilidade pelo pagamento.

Disponibilizar compras livres para adolescentes pode acarretar em descontroles e problemas financeiros. Por isso, para não ser tomado de surpresa, oriente bem o futuro dono do cartão adicional, deixando claras as regras de gastos e responsabilidades. Caso o presenteado com o cartão adicional nunca tenha utilizado um Cartão de Crédito, a importância de explicar seu funcionamento aumenta.

Utilize o cartão de crédito com responsabilidade

O uso responsável do cartão de crédito evitará um futuro problema financeiro. Fique atento para não entrar em parcelamentos que não possa arcar com o tempo e evite gastar mais do que ganhe. Dívidas com cartão de crédito são perigosas se o controle for perdido, e podem virar uma bola de neve com as altas taxas de juros cobradas.
Outra dica é verificar na hora de contratar um cartão se ele possui anuidade e quais taxas serão cobradas por seu uso. O mercado oferece muitas opções para diferentes bolsos e necessidades, pesquisando certamente você conseguirá encontrar a melhor opção para as suas demandas.

Para conhecer as melhores ofertas do mercado para Cartão de Crédito, acesso ComparaOnline.

Leia mais
Seguro Auto

Tudo sobre cobertura total de seguros de automóveis

cobertura seguro carro

Quando se pensa em contratar um seguro carro, a primeira tarefa a ser feita é procurar um corretor de seguros ou seguradora. Ademais, para evitar dores de cabeça futuras, é imprescindível que tais profissionais sejam cadastrados na SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Após escolher a empresa que fará a apólice, é preciso entender como funcionam as modalidades escolhidas. Além das coberturas básicas, é possível obter uma cobertura total apenas adicionando alguns itens à cobertura básica. Antes de efetivar a contratação da apólice, entenda tudo sobre a cobertura total do seguro carro.

Composição da cobertura total de seguros de automóveis

O seguro carro com cobertura básica cobre perdas e danos dos automóveis quando ocasionados por colisão, incêndio ou roubo. Estão incluídos também prejuízos produzidos por terceiros, acidentes pessoais, assistência técnica 24 horas e reposição do veículo – quando necessário.

Para que esse seguro carro torne-se total e completo, o segurado deve contratar coberturas adicionais, de acordo com a sua necessidade. Entre os principais adicionais disponibilizados pelas seguradoras estão: troca de acessórios por conta de colisões, blindagem, danos morais, substituição de equipamentos (excluindo equipamentos de áudio e vídeo), extensão de perímetro (extensão da área de abrangência do seguro a outros países da América do Sul) e despesas extraordinárias.

O valor final do seguro com cobertura total pode variar dependendo dos itens adicionados à apólice. Além disso, o valor também sofre alterações de acordo com a idade ou sexo do condutor, características do veículo e tipo de estacionamento.

Seguro obrigatório? 

É importante dizer que os itens mencionados referem-se aos seguros facultativos, ou seja, o proprietário do automóvel pode escolher se contrata, ou não, tais apólices.

Mas, além destes custos, é preciso arcar também com o pagamento do seguro obrigatório DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) pago juntamente ao IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Tal seguro permite que vítimas de acidentes terrestres – passageiros, motoristas ou pedestres – sejam indenizadas. Porém, não cobre possíveis danos materiais.

Para entender a diferença

O seguro total de automóveis é utilizado quando o segurado é culpado pelo acidente de trânsito, a fim de cobrir despesas materiais. Já o DPVAT é acionado quando há vítimas, independente de quem seja o responsável pelo acidente.

Por isso, antes de escolher seu seguro carro, compare planos e as melhores ofertas do mercado em ComparaOnline.

Leia mais
Seguro Auto

Seguro obrigatório

dpvat seguro carro

O Seguro obrigatório por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, conhecido como DPVAT, é uma taxa obrigatória paga junto com a primeira parcela do IPVA, sendo requisito necessário para liberar o licenciamento do veículo. Trata-se de um seguro carro, criado em 1974, com o objetivo de oferecer apoio financeiro às vítimas de acidentes causados por automóveis no Brasil.

O benefício é pago a todos os tipos de vítimas, sejam motoristas ou não. Por exemplo, se um ciclista é atropelado por um ônibus, esse pode solicitar uma indenização junto a uma das seguradoras que atuam no mercado de seguros para receber o ressarcimento de despesas médicas ou uma indenização em caso de invalidez ou morte – neste caso o beneficiário da vítima.

A liberação do DPVAT não depende de apuração ou julgamento para definir os culpados pelo ocorrido. A indenização é paga a cada vítima, sempre de acordo com o seu caso em específico.

Pagamento em dia

O condutor que atrasar o pagamento do seguro obrigatório não poderá licenciar o seu veículo, o que lhe impede de circular segundo os critérios legais. Caso aconteça um acidente com vítimas, o motorista que não estiver com o DPVAT em dia não terá direito à cobertura do seguro carro, e – caso seja considerado culpado – terá que ressarcir o valor da indenização.

Ressarcimento e indenização

Apesar de oferecer um amparo fundamental às vítimas, o DPVAT tem uma cobertura reduzida. Em caso de morte ou invalidez o valor pago não ultrapassa a R$13.5 mil, e nos casos de indenizações para custear despesas médicas, o valor máximo pago pode chegar até R$2.7 mil. Por essa razão, a maioria dos motoristas prefere ampliar a proteção contratando um seguro externo com cobertura para terceiros.

As operadoras de seguro carro oferecem em seus contratos a opção de fazer um seguro de Responsabilidade Civil Facultativa (RCF), que cobre indenizações e custos com serviços médicos, caso o cliente seja considerado culpado por um acidente com vítimas.

A ampliação do seguro carro é considerada a melhor maneira de dirigir sem preocupações, já que não é possível prever um acidente. Para conhecer planos e ofertas de seguro carro sem sair de casa, acesse ComparaOnline.

Leia mais
Seguro Auto

Os gastos existentes ao possuir um automóvel

gastos com carro

Além dos gastos com combustível e a parcela mensal do financiamento, existem outras despesas que muitas vezes passam despercebidas na hora de comprar um automóvel.

Para não ter surpresas que comprometam o orçamento no futuro, é bom conhecer a fundo os gastos existentes ao possuir um automóvel e, assim, escolher um modelo que caiba no bolso. Veja algumas destas despesas e programe-se:

IPVA

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é cobrado pelo governo estadual e deve ser pago uma vez ao ano. Vale lembrar que a alíquota do imposto varia de acordo com o modelo do veículo e com o estado onde está registrado.

DPVAT – Seguro Obrigatório

O DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é dedicado ao amparo das vítimas de acidentes de trânsito, e qualquer pessoa pode requerer a indenização. O seguro DPVAT deve ser pago juntamente com o IPVA, uma vez ao ano. O valor não é alto, mas precisa ser contabilizado no orçamento.

Licenciamento

O licenciamento de veículos é destinado ao DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) e serve para atestar – após revisões e testes agendados – que o veículo tem condições de circular nas vias terrestres. O valor do licenciamento é variável de acordo com cada estado e seu pagamento também é anual. Para licenciar o carro, é preciso estar com os outros encargos em dia, como: IPVA, DPVAT e multas quitadas.

Seguro carro

Para calcular o valor do seguro é preciso levar em conta todas as variáveis: idade e sexo do condutor, região onde o carro pernoita, se possui garagem ou não, se é utilizado para trabalho ou lazer, dentre outras. Outro fator determinante para o cálculo do seguro carro é o ano e o modelo do veículo, pois, embora muitos não saibam, carros mais antigos costumam ter um valor de seguro mais alto, de acordo com a dificuldade em encontrar peças de reposição no mercado. 

Para planejar esse tipo de despesa indispensável para a tranquilidade do proprietário, a melhor opção é fazer uma simulação. Em alguns casos, a diferença do valor do seguro carro pode variar em até 80% de uma empresa para outra.

Combustível

Os veículos mais econômicos em termos de consumo de combustível são os que possuem motor 1.0. Um carro movido à gasolina, considerado de baixo consumo, chega a 15 km por litro na estrada e 9 km por litro na cidade. Para se programar para esse gasto, vale a pena pesquisar qual é o consumo médio do veículo e calcular a despesa mensal já que nem todos os modelos consumem da mesma forma. 

Estacionamento

Mesmo que se possa contar com estacionamento em casa e no trabalho, as idas ao shopping, clínicas, restaurantes ou centros comerciais podem fazer com que este custo seja elevado. Nas maiores cidades do país, o custo mensal com estacionamento pode ultrapassar o valor de um salário mínimo.

Manutenção

É preciso contabilizar os gastos regulares com troca de óleo e filtros, revisões, balanceamento, geometria, troca de pneus, alinhamento de direção e outros. Esses gastos variam bastante de um fornecedor para outro, o que torna a pesquisa de preços e qualidade dos serviços fundamentais. Outra despesa que passa despercebida é a lavagem do carro, que varia de acordo com o tamanho do veículo, o tipo de lavagem e o prestador do serviço.

Despesas eventuais

Ter reservas para os gastos eventuais, como a franquia do  seguro carro, a troca ou conserto de alguma peça, pedágios e multas é fundamental. Por mais difícil que seja determinar estes valores, vale a pena contar com reservas no orçamento para resolver qualquer eventualidade.

Faça uma simulação seguro auto online para descobrir o valor do seu seguro automóvel antes de fechar negócio e conte com quem mais entende do assunto.

 

Leia mais
Seguro Auto

O que fazer ao renovar o seguro de automóvel?

renovar seguro auto

Antes de contratar ou renovar um seguro carro, o proprietário do automóvel deve prestar atenção em muitos detalhes, principalmente sobre o conteúdo dos contratos das apólices, bem como o cálculo de seus valores finais. Afinal, dependendo das informações repassadas às corretoras de seguros, os valores e condições podem ser notoriamente modificados.

Selecionamos neste post algumas dicas de como renovar o seguro carro. São informações sobre validade das apólices, custos e bonificações. Confira e entenda como funcionam as transações de renovação, além de saber como manter todas as bonificações oferecidas pelas apólices, mesmo após a sua renovação.

Vencimento da apólice: atente-se sobre a data de validade da sua apólice do seguro carro. Nunca deixe para realizar a renovação do seguro próximo à data do vencimento, pois, nestes casos, corre-se o risco de ser necessária uma nova vistoria, e até que ela seja feita o seu automóvel por ficar sem cobertura.

Alteração nos dados dos condutores/perfis de utilização: ao se renovar a apólice, todas as alterações referentes aos perfis dos condutores ou meios de utilização devem ser informadas (adição de condutores recém-habilitados e suas respectivas idades, local onde o automóvel é guardado durante a noite, bairro onde o segurado reside, etc). Vale frisar que tais informações influenciam diretamente no valor final da apólice.

Aproveitamento do sistema de bonificações: dependendo da seguradora de automóvel utilizada, o segurado obtém um sistema de bonificações e descontos – calculados em forma de pontos – que vão de 5% a 40%. Tais pontos são direcionados aos segurados, em caso da não ocorrência de sinistros durante a validade da apólice de seguro. Entretanto, saiba que algumas seguradoras zeram esta bonificação durante os processos de renovação. Por isso, antes de renovar o seguro do automóvel é importante consultar a seguradora/corretor a respeito destas informações.

Uma informação que deve permanecer clara é que existe um prazo pré-estabelecido para a renovação do seguro carro: após o vencimento da apólice, o segurado tem até 30 dias para efetivar a renovação, mantendo todos os bônus adquiridos anteriormente. Entretanto, é recomendado não utilizar o automóvel neste meio tempo, a fim de manter todas as facilidades e bonificações presentes na apólice passada!

Vai fazer seu primeiro seguro carro ou pretende mudar de plano? Acesse ComparaOnline e confira as melhores ofertas do mercado sem sair de casa.

 

Leia mais
1 96 97 98 99 100 103