Este ano os preços de casas e apartamentos tendem a ficar estáveis e mais vantajosos para quem deseja realizar o sonho da casa própria.

Apesar de ainda ser muito cedo para definir o destino da economia, ao menos o nível de desemprego deve diminuir. Fora isso, as construtoras querem liberar o estoque que 2016 deixou e isso só é possível com preços mais atrativos ao consumidor.

A previsão é bastante favorável na oferta de imóveis novos e usados para quem quer realizar a compra mas pode representar uma desvalorização aos proprietários.

Se é o seu caso, talvez a solução seja alugar o imóvel ao invés de vender a um valor aonde você saia perdendo. O mercado de aluguéis permanecerá aquecido este ano, oferecendo descontos que de repente podem valer a pena.

A incerteza que fica ainda é a de permanecer empregado. Para fazer um investimento desse porte é preciso ter a garantia do salário todo mês e esse aspecto ainda não apresenta um cenário favorável.

O que recomendamos enquanto isso, é que você não faça nenhum investimento do qual possa se arrepender. Comece pesquisando, analisando a situação e como a economia se movimenta. Aproveite para avaliar opções de compra. Entre elas está o consórcio de imóveis que não cobra juros, apenas uma taxa administrativa e permite uma compra planejada.

No site ComparaOnline você pode avaliar as muitas adminstradoras de consórcio de imóveis enquanto espera a economia se estabalizar um pouco. A simulação é gratuita.